gorduras saturadas

Gorduras saturadas de origem animal dobra o risco de diabetes

O consumo de alimentos com gorduras saturadas de origem animal está associado com o aumento do risco de desenvolver diabetes tipo 2. Especificamente, o consumo de manteiga, rica em ácidos graxos saturados e trans.

As gorduras saturadas estão presente em alimentos de origem animal: carnes vermelhas, carnes brancas, manteiga, creme de leite, queijos e vegetais como: coco, cacau e azeite de dendê. A sua ingestão ocasiona o aumento da concentração sanguínea de LDL-colesterol (colesterol ruim).

As gorduras trans são um tipo especial de gordura que contêm ácidos graxos insaturados na configuração trans, resultam do processo natural de bio-hidrogenação ou do processo industrial de hidrogenação parcial ou total de óleos vegetais. Esse tipo de gordura é pouco comum na natureza, mas é produzido a partir de gorduras vegetais para uso na indústria alimentícia. A principal fonte de gordura trans na dieta são os alimentos industrializados, como sorvetes cremosos, batatas fritas, salgadinhos de pacote, pastéis, bolos, biscoitos, bolachas recheadas, empanados tipo nuggets, e fast-food entre outros; bem como as gorduras hidrogenadas e margarinas e os alimentos preparados com estes ingredientes. Embora esses ácidos graxos sejam abundantes nas margarinas, representam apenas 10% do consumo de gorduras trans, sendo os alimentos industrializados a maior fonte.

Já as gorduras Insaturadas não favorecem o aparecimento de doenças cardiovasculares e podem ser divididas em monoinsaturadas (azeite de oliva, abacate, óleo de canola, oleaginosas como castanhas e nozes) e poli-insaturadas, como o Ômega-3 (peixes de água fria) e o Ômega-6 (óleos de canola e soja).

As orientações dietéticas para a população geral estão evoluindo para uma dieta rica em alimentos de origem vegetal como azeite de oliva, óleo de canola, abacate, legumes, grãos integrais, frutas, castanhas, nozes e amêndoas e menor em alimentos de origem animal e processados (especificamente carne vermelha ou de panificadora industrial). Há evidências crescentes de que uma dieta como a mediterrânea, tem efeitos benéficos sobre a saúde e também reduz o impacto ambiental do planeta. Ver DIETA MEDITERRÂNEA E SEUS PRINCIPAIS HÁBITOS ALIMENTARES.

Pesquisadores da Unidade de Nutrição Humana na Universidade Rovira i Virgili – URV, (Espanha), em colaboração com outros centros participantes no estudo PREDIMED e a Universidade de Harvard (EUA), almejam dar um passo além e avaliar quais os tipos de gorduras que estão associados com um maior risco de adquirir diabetes. Eles também têm investigado o efeito sobre a diabetes atribuído ao consumo de diferentes alimentos ricos em gordura saturada, um tipo de gordura que tem sido associada a doença cardiovascular.

Os resultados mais relevantes deste trabalho, resultado do acompanhamento durante mais de quatro anos de 3.000 homens e mulheres com idade entre 50 e 80 anos e publicado no The American Journal of Clinical Nutrition, mostram que os participantes com uma maior ingestão de gorduras saturadas e gorduras animais apresentavam o dobro do risco de diabetes tipo 2 em comparação com os participantes que tinham uma menor ingestão dessas gorduras.

O consumo de 12 gramas por dia de manteiga tem sido associado com o dobro do risco de desenvolver diabetes após quatro anos e meio, que é o tempo que se tem monitorado os voluntários que participaram do projeto. Ao contrário, o consumo de iogurte integral todo dia está associado com um risco 35% menor de diabetes.

O estudo analisou os dados de 3.349 pessoas que não tinham diabetes no início do estudo, mas que apresentavam um alto risco cardiovascular, todos participantes do estudo PREDIMED. Eles foram acompanhados durante uma média de quatro anos e meio, durante os quais 266 foram diagnosticados com diabetes do tipo 2.

De acordo com os pesquisadores, estes resultados destacam as propriedades saudáveis da dieta mediterrânea na prevenção de doenças crônicas, particularmente diabetes tipo 2, e a importância de substituir o consumo de gordura animal e origem saturada (especialmente carne vermelha e alimentos processados) por outros alimentos que têm provado ser mais saudáveis, como os de origem vegetal, tais como de oliva e nozes. Ver AZEITE DE OLIVA: PROPRIEDADES MEDICINAIS, USOS E BENEFÍCIOS.

Referências:

http://www.agenciasinc.es/Noticias/Comer-grasas-saturadas-y-de-origen-animal-dobla-el-riesgo-de-diabetes-2

Deixe uma resposta