fertilizantes granulado ou líquido

Fertilizantes granulado ou líquido: prós e contras na agricultura

Teoricamente as plantas não podem diferenciar entre nutrientes fornecidos pelos fertilizantes granulado ou líquido, mas ambos têm vantagens dependendo da aplicação na agricultura.

Existem várias maneiras de categorizar os fertilizantes. Uma forma lógica de diferenciá-los é através de suas características físicas como “grãos” e “líquidos”. Para os propósitos desta comparação, a amônia anidra (tecnicamente um líquido) não será considerada.

 

Fertilizante granulado

Os adubos secos são geralmente incorporados em grãos. As misturas de fertilizantes podem ser criadas misturando adubo granular individual de análise conhecida (por exemplo, 46-0-0, 18-46-0 e 0-0-60) na proporção adequada para criar a mistura desejada. Adubos secos podem ser aplicados no solo em faixa, muitas vezes colocado 5 cm para o lado e 5 cm abaixo da semente; ou aplicado no solo ao redor da planta. Quando os agricultores têm acesso ao fertilizante granulado personalizado, podem ajustar o seu programa de fertilidade das culturas e potencialmente melhorar a eficiência da produção agrícola. Se tudo correr bem, isso pode resultar em uma produção agrícola mais rentável.

Fertilizante líquido

 

Os fertilizantes líquidos têm aumentado muito em popularidade nos últimos anos. Eles podem ser aplicados no solo ou aplicados via foliar. Quando a aplicação for foliar, os nutrientes são absorvidos pelas plantas através das folhas e estão mais prontamente disponíveis para uso da planta do que se aplicado chão. No entanto, a disponibilidade de nutrientes foliares é de curta duração e não contínua para o resto da estação de crescimento. As aplicações foliares são uma boa maneira de corrigir as deficiências da meia-estação ou suplementar nutrientes aplicados no solo.

Embora não haja diferença na quantidade total de nutrientes fornecidos por fertilizantes granulado ou líquido, para uma aplicação específica de nutrientes, existem diferenças:

  • Espacial: A distância das raízes das plantas para nutrientes. Nutrientes pouco móveis como o fósforo quando em grãos. Na forma líquida, são mais móveis na solução de água do solo.
  • Conteúdo de sal: Os fertilizantes granulados podem ser “quentes”. As raízes devem ficar longe de uma faixa de fertilizante granular que contenha altos níveis de nitrogênio e potássio. Os fertilizantes líquidos são frequentemente preferidos para iniciantes.
  • Consistência: O conteúdo de nutrientes é idêntico em cada gota de adubo líquido, enquanto os granulares têm componentes nutrientes individuais em cada grão.
  • Equipamento: O custo de converter equipamentos para lidar com fertilizantes líquidos pode ser um obstáculo.

Aqui está uma pequena lista de vantagens de ambos os tipos de fertilizantes granulado ou líquido.

Líquido

  • Facilidade de manuseio e aplicação;
  • Facilidade de mistura;
  • Uniformidade de aplicação;
  • Mistura com produtos de proteção das culturas.

Granular

  • Mais barato em quantidade;
  • Mais fácil de armazenar;
  • Mais eficiente para aplicações pesadas;
  • Opções de liberação lenta (ureia revestida com polímero)

A Extensão da Universidade do Estado de Michigan não necessariamente recomenda um tipo de fertilizante em detrimento de outro. No entanto, os agricultores devem considerar os custos, facilidade e conveniência de aplicação, e a potencial resposta da planta para tomar decisões sobre fertilizantes.

Referencias:

Michigan State University Extension . Para obter mais informações, visite http://www.msue.msu.edu

 

Deixe uma resposta