cebola (Allium cepa)

Cebola (Allium cepa) e seus benefícios para a saúde

A Cebola (Allium cepa) é uma hortaliça da família das Alliaceae. É um ingrediente marcante na culinária que combina com diversas opções gastronômicas tanto em questões de sabor e aroma, quanto em nutrientes essenciais para o organismo. Na alimentação diária a cebola é usada em variadas formas de saladas, preparos e acompanhamentos de diversos pratos.

A cebola é um importante alimento para a nossa saúde, sendo portanto considerada um remédio natural para combater diversas doenças e enfermidades. Alguns benefícios do uso da cebola estão na prevenção de alguns tipos de cânceres; cura de inflamação de artrite, melhoria da circulação sanguínea, do sono, do humor entre outros benefícios.

Em especial a cebola (Allium cepa) é rica em quercetina que é um flavonóide natural que possui propriedades farmacológicas, tais como anti-inflamatória, anticarcinogênica (pois atua no sistema imunológico), antiviral, influencia na inibição de cataratas em diabéticos, anti-histamínicas (antialérgicas), cardiovascular, entre outras atividades. A quercetina possui propriedades antioxidantes. Tem atividade cardiovascular, reduzindo o risco de morte por doenças das coronárias e diminuindo a incidência de enfarte do miocárdio.

Conheça alguns dos principais benefícios e poder curativo da cebola (Allium cepa):

Circulação sanguínea.

A quercetina encontrada em abundância na cebola, beneficia na circulação do sangue, ajudando a prevenir a trombose e o envelhecimento das artérias e das veias. Além disso, melhora a capacidade do organismo de dissolver coágulos e também a equilibrar os níveis de colesterol.

Entre as propriedades da quercetina destaca-se o seu poder de remover os radicais livres, exercendo um papel citoprotetor em situações de risco de dano celular. A quercetina demonstrou inibir in vitro a oxidação da lipoproteína de baixa densidade (LDL) por macrófagos e reduzir a citotoxidade da LDL oxidada.

As propriedades antioxidante é suficiente para reduzir o risco de morte por doenças e danos cardíacos. Neste sentido, a quercetina demonstrou diminuir a incidência de infarto do miocárdio e derrames cerebrais em pessoas da terceira idade. As populações que consomem produtos ricos em quercetina estatisticamente apresentam menores riscos de afecções cardiovasculares.

Contra o câncer

Um dos mecanismos de ação da quercetina encontrada na cebola é como agente antiproliferativo de células tumorais através de sua capacidade antimutagênica e de seu poder antioxidante. A adição da quercetina em alguns esquemas antitumorais com drogas sintéticas tem demonstrado aumento da atividade antitumoral.

A cebola (Allium cepa) tem sido estudada em sua relação com o câncer. Muitos desses estudos atestam os seus efeitos benéficos e preventivos contra esta doença. Incluir a cebola na dieta cotidiana contribui para inibir o crescimento tumoral e a prevenção da formação de radicais livres pela fonte substancial de antioxidantes neste vegetal.

Prevenção do câncer de cólon. A alta ingestão de fibras das frutas e vegetais tem sido associada a um menor risco de câncer colorretal, de modo que a cebola, muito rica em água (representando cerca de 90% de sua composição) e com seu alto teor de fibras, vitaminas e minerais (e baixa ingestão de calorias) é o mais recomendado para sua prevenção.

Prevenir câncer de próstata. Um estudo publicado pela revista do National Cancer Institute revelou que uma há uma poderosa associação – positiva – entre a ingestão de vegetais do gênero Alium e o câncer de próstata. Eles descobriram que o maior consumo desses vegetais – cebolas, alho, cebolinha – apresentavam menor risco de desenvolver câncer de próstata.

Prevenir câncer de estômago e esôfago. Muitos estudos internacionais suportam a certeza de que a ingestão frequente de vegetais do gênero Alium, como a cebola, reduz o risco de câncer de esôfago e de estômago. Na verdade, vários estudos com pesquisa baseada em humanos mostraram os possíveis efeitos protetores das pessoas que consomem cebolas ou vegetais da mesma família. Em experimentos com animais, tem-se provado a eficácia dos compostos à base de cebola para inibir o aparecimento de tumores específicos.

Atividade imunológica.

Especialistas acreditam que certos nutrientes presentes na cebola podem aumentar a defesa imunológica, combater a inflamação, reduzir o muco nas passagens nasais, pulmões e sistema respiratório. E pode ainda ajudá-lo a se sentir melhor rapidamente.

Diferentes estudos têm constatado o fortalecimento do sistema imunológico, em especial no trato gastrointestinal, a partir da administração de quercetina. Por exemplo, pacientes com disenteria de Flexner evidenciaram melhoras clínico-humorais significativas após receber uma combinação de quercetina e acetato de tocoferol.

Junto com o sódio tem sido demonstrado melhorar quadros de dispepsia além de evidenciar efeitos bacteriostáticos em micro-organismos patológicos do trato digestivo. Por outro lado, a quercetina tem demonstrado poder estabilizador nos mastócitos impedindo a ação da histamina durante as reações alérgicas e inibindo a formação de leucotrienos.

A quercetina também tem evidenciado um efeito antifúngico em cultivos de Candida albicans, um fungo oportunista que pode surgir em quadro de imunodepressão.

Ação anti-inflamatória, artrite e osteoporose.

A ação anti-inflamatória que muitos flavonóides encontrados na cebola possuem relaciona-se em parte com as enzimas implicadas no metabolismo do ácido araquidônico. No mecanismo antioxidante sobre a peroxidação lipídica da quercetina, está envolvida a via do ácido araquidônico o qual implica uma atividade anti-inflamatória paralela.

A inflamação de artrite é uma das principais razões por trás dos distúrbios ósseos, levando a dores nas articulações e tecidos. O consumo da cebola com suas propriedades anti-inflamatórias e analgésicas contribui para a cura da artrite, reduzindo a inflamação e as dores nas articulações e tecidos afetados.

Além disso a ingestão de cebola tem benefícios positivos para a saúde óssea porque essa hortaliça pode ajudar a estimular uma maior densidade mineral óssea, o que reduz o risco de fraturas.

Sono e humor

O folato, uma vitamina encontrada naturalmente na cebola pode ajudar a combater a depressão, evitando o excesso de formação de homocisteína no corpo, porque, se ocorrer demais, interfere na produção de serotonina, dopamina e norepinefrina, que regulam não só o humor, mas também o sono e o apetite.

Cabelo e pele

Para a construção e manutenção do colágeno que fornece a estrutura da pele e do nosso cabelo, precisamos de uma ingestão adequada de vitamina C. A cebola, portanto, torna-se um bom aliado se quisermos manter nossa pele e nosso cabelo saudáveis.

Controle do peso

A cebola (Allium cepa) é um alimento ideal para inclusão na dieta, tanto para o controle de peso como, para a saúde de modo geral. Devido ao seu baixo valor calórico e seu alto teor em fibra, é um alimento ideal para uma dieta de emagrecimento, já que melhora o trânsito intestinal e elimina as toxinas, evitando a retenção de líquidos. Além do mais o consumo de cebola oferece a sensação de saciedade, reduzindo assim a ingestão desnecessária de mais alimentos. Ver também: CEBOLA: DEPURATIVA, DIURÉTICA E RICA EM MINERAIS E VITAMINAS.

Referências:

http://biotecnologiasi.tumblr.com/post/130234011862/los-beneficios-de-comer-cebolla

https://pt.wikipedia.org/wiki/Cebola

 

Deixe uma resposta