agricultura inteligente

Agricultura Inteligente: sua importância e tendências a observar

No ano de 2006, havia 6.6 bilhões de pessoas no mundo. Para 2050, a estimativa é que a população global ultrapassará a marca de 9,5 bilhões. A FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) em relatório prevê que o volume global de produção de alimentos em todo o mundo terá que aumentar em quase 70% em 2050 – em relação a 2006 – para acompanhar o aumento da população global. A necessidade imediata é aumentar de forma consistente os níveis de produtividade agrícola, e é aqui que entra em foco a importância da “agricultura inteligente”.

Antes de passar para os últimos dados, estatísticas e insights do domínio da agricultura inteligente, alguns termos precisam ser explicados. Em primeiro lugar o conceito de “agricultura de grandes dados” refere-se à utilização de dados importantes para tomada de decisões agrícolas com mais informações – que, por sua vez, reforçam a produção e os lucros. Por outro lado, a “agricultura de precisão” é a técnica de monitorar de perto a variabilidade nos rendimentos das culturas e abordar essas mudanças efetivamente. Ambos os conceitos são vitais para entender a essência da agricultura inteligente orientada para a tecnologia da informação. Deixe-nos agora atenuar algumas tendências e estatísticas importantes da agricultura inteligente a serem buscadas em 2017 e além:

Tamanho do mercado

Em termos homólogos, a indústria mundial da agricultura inteligente cresceu cerca de 6% em 2016, com valor que ultrapassou a marca de US $ 10 bilhões. Nos próximos dez anos, espera-se que o mercado agrícola inteligente atinja um crescimento de 4X (até o final de 2026, será um mercado de mais de US $ 40 bilhões). O componente de hardware da indústria estará na vanguarda deste crescimento, com mais de 50% de participação nas soluções tecnológicas globais para a agricultura. A TCAC (Taxa Composta Anual de Crescimento) da agricultura inteligente para o período 2016-2026 foi estimado em torno de 11,5% , uma estatística poderosa e impressionante em si. A taxa variável do segmento de tecnologia da agricultura inteligente, em particular, crescerá rapidamente.

Principais chaves do mercado

Como mencionado acima, a “maior produtividade agrícola” é a principal razão para o crescimento constante da demanda por agricultura inteligente. Uma análise mais detalhada do mercado revela vários outros fatores que estão contribuindo para a necessidade de usar a tecnologia na agricultura. As práticas de cultivo em estufa aumentaram significativamente nos últimos anos, os níveis de demanda de alimentos aumentaram, há uma definitiva necessidade de gerenciamento de uma pecuária mais inteligente e o gerenciamento de irrigação (isto é, evitar o desperdício de água) surgiu como um problema crítico. Os agricultores individuais, bem como as entidades agrícolas corporativas, estão cada vez mais à procura de soluções que possam ajudá-los na produção de culturas de alta qualidade, ao mesmo tempo em que minimiza os custos e aproveita ao máximo os recursos tecnológicos disponíveis. Como tal, a adoção de práticas agrícolas inteligentes está aumentando em todo o mundo.

Nota: À medida que a população global está crescendo (e a demanda por alimentos está aumentando), a porcentagem de força de trabalho empregada no setor primário (trabalhadores agrícolas) está diminuindo. Nesse cenário, a agricultura inteligente é a melhor maneira possível de melhorar e manter os níveis de produtividade.

Crescimento da IoT na agricultura

Além da produtividade, uma “maior eficiência” é o outro objetivo principal da agricultura inteligente. Para alcançar esses objetivos, a IoT (internet de coisas – do inglês, Internet of Things é uma revolução tecnológica a fim de conectar dispositivos eletrônicos utilizados no dia-a-dia como aparelhos eletro portáteis, máquinas, etc. à internet) está rapidamente a caminho neste setor. De acordo com um recente relatório de BI Intelligence, mais de 75 milhões de dispositivos IoT serão instalados (na agricultura) até o final desta década – um aumento de 150% em relação ao valor de 30 milhões em 2015. O volume médio de grandes dados gerado e gerenciado por fazendas individuais também mostrarão um aumento surpreendente entre 2017 (<0,5 milhão de pontos de dados) e 2050 (> 4,0 milhões de pontos de dados). A aplicação consistente da tecnologia está resultando em mais informação agrícola gerada do que nunca, e essas ideias estão ajudando a aumentar a produtividade e a eficiência.

Nota: John Deere – líder mundial em produção de máquinas agrícolas, já começou a implementar sensores IoT e outras ferramentas habilitadas para a web em seus tratores. Assim como o rápido crescimento do mercado de carros conectados, os “tratores conectados” também estão crescendo em popularidade.

Componentes da agricultura inteligente

O conceito amplo de “agricultura inteligente” é constituído por várias tecnologias igualmente importantes. As aplicações móveis agora podem ser usadas pelos agricultores para monitorar e gerenciar rastreios, custos e outras métricas agrícolas importantes, as tecnologias de detecção (sensores no campo) se mostraram úteis, as ferramentas de hardware e as soluções de software aumentaram em popularidade e as tecnologias de posicionamento inteligente (GPS) fizeram o seu esforço para tornar as práticas agrícolas mais inteligentes. A importância da tecnologia de comunicação – através da plataforma celular – não poderia deixar de ser enfatizada também. A telemática (ou seja, a transmissão de informações em intervalos longos) tem sido um componente chave da agricultura inteligente, assim como as ferramentas e plataformas avançadas de análise de dados. Cada uma dessas tecnologias está evoluindo cada vez mais e como resultado a agricultura inteligente como um todo está se tornando mais avançada.

América do Norte continua a ser o líder do mercado

No início deste ano, a América do Norte – com um mercado agrícola inteligente de US $ 5000 milhões- foi o líder mundial neste setor. Até 2026, esse mercado alcançará a uma taxa de crescimento anual composta de cerca de 10%, chegando a US $ 16 bilhões até o final desse ano. No entanto, em termos de crescimento real, os mercados da Ásia-Pacífico (excluindo o Japão) se tornarão o líder, com uma taxa de crescimento anual de 13,7%. Nos países latino-americanos, a taxa de crescimento anual da agricultura com ajuda tecnológica será também de mais de 12%. Europa, Oriente Médio e África também estão progredindo rapidamente em termos de crescimento em padrões de agricultura inteligente.

Manejo inteligente da água

Um relatório da Beecham Research informa que cerca de 70% do total de abastecimento de água doce no mundo é utilizado pelo setor agrícola. Isso, por sua vez, sublinha a importância de otimizar o gerenciamento de irrigação com uso da tecnologia e reduzir o desperdício de recursos hídricos. De acordo com a OnFarm, a agricultura inteligente ajudou a reduzir a quantidade total de água necessária (para irrigação) em campo em até 8%. A tecnologia ajudou também a reduzir os custos de energia por acre em quase US $ 6. Também houve ganhos em termos de redução de custos de fertilizantes. Em média, os rendimentos aumentaram cerca de 2% devido à agricultura inteligente – e este número deverá crescer de forma importante nos próximos 8 a 10 anos.

Nota: Nos Estados Unidos, o rendimento médio por hectare é de 7.340 kg. Isso é quase o dobro do índice médio mundial (.3850 kg).

Componentes de hardware para liderar agricultura inteligente

Entre os anos 2017 e 2022, haverá em todo o mundo um aumento no uso de ferramentas e dispositivos de hardware para agricultura inteligente. Em particular, as ferramentas VRT (Tecnologia de Taxa Variável) e receptores GPS irão estimular o crescimento neste segmento, enquanto os sistemas inteligentes de direção e orientação também terão grandes demandas dos agricultores. O propósito do uso de hardware avançado em terras agrícolas é a minimização de insumos / recursos, aumento da qualidade e a maximização da produção. De acordo com especialistas do campo da tecnologia, o constante aprimoramento no padrão de sistemas de automação e controle está desempenhando um papel vital no crescimento da agricultura inteligente.

Investimentos em ascensão

À medida que o interesse pela agricultura inteligente está crescendo e seus benefícios estão se tornando cada vez mais aparentes, os investimentos neste setor também estão aumentando. Em 2016, a CropX (uma empresa americana de fornecedores de soluções de agricultura inteligente) foi financiada pela Lab IX e pela Robert Bosch Venture Capital GmbH . Muitas produtoras bem conhecidas de dispositivos de sensor estão elaborando ferramentas e equipamentos personalizados de rastreamento projetados de acordo com a natureza precisa, tamanho e requisitos de cada fazenda. A colaboração entre a Trimble Navigation e a Avidor High Tech France, Precision AG e Agrinetix (em novembro de 2016) é um exemplo importante das várias parcerias de alto perfil que estão sendo criadas entre diferentes empresas envolvidas na cadeia de valor global da agricultura inteligente.

As corporações estão preparadas para gastar mais em tecnologia agrícola cientes de que os retornos podem ser potencialmente grandes.

Os drones estão levantando voo

Em “fazendas conectadas”, os drones (Veículos Aéreos não Tripulados) estão ganhando importância como ferramentas úteis para geração de dados de culturas e vigilância geral de terras cultivadas. Ao longo dos últimos anos, algumas empresas provedoras de soluções agrícolas incluíram drones em seus serviços, uma indicação clara da popularidade e utilidade deste último na agricultura inteligente. Uma vez que os drones não são particularmente caros e geralmente são facilmente gerenciáveis, eles estão encontrando pronta aceitação como um componente chave das ferramentas agrícolas habilitadas para IoT. Capturar imagens de campos é a principal função dos drones na agricultura. Uma vez que estas ferramentas aumentaram o volume e a precisão dos dados agrícolas, a tomada de decisões também se tornou mais segura do que antes. Ver: http://desenvolvimentorural.com/tecnologia-agricola/.

Entendendo os ecossistemas da agricultura inteligente

Os agricultores e gerentes de fazenda são, naturalmente, os usuários finais das tecnologias da agricultura inteligente. Os provedores de tecnologia são os “fornecedores” neste mercado e estão encarregados de desenvolver aplicativos de software inovadores / aplicativos móveis, ferramentas M2M (plataforma de gestão de internet), sensores e dispositivos de rastreamento, canais de comunicação, ferramentas de análise de dados e outros equipamentos inteligentes para os usuários. Fabricantes de equipamentos originais, como John Deere, que fornecem tratores e implementos agrícolas são aqui importantes partes interessadas, assim como os “influenciadores” (que possuem as autoridades responsáveis pelas principais tomadas de decisões, incluindo a definição de preços). Com o avanço da tecnologia, a agricultura inteligente está cada vez mais diversificada com participantes de diferentes atividades (varejo, finanças, produtos químicos, engenharia etc.) que tem se unido ao ecossistema nos últimos anos. Ver: http://desenvolvimentorural.com/trator-autonomo/.

Piscicultura de rápido crescimento

Os benefícios da agricultura inteligente se expandiram para diferentes tipos de empresas. Embora a horticultura indoor (cultivo em ambiente fechado) ofereça as melhores oportunidades para a agricultura de precisão, a piscicultura é outro campo que começou a mostrar grandes benefícios com a implementação de tecnologia inteligente. Com o uso das ferramentas de GPS para rastrear a migração de peixes e selecionar os melhores locais para pescar, acompanhar os padrões de alimentação e detectar doenças prováveis, tudo pode agora ser feito com a ajuda de dispositivos de tecnologia avançada / monitores / sensores. Também se pode gerar informações sobre a qualidade da água. O manejo da pecuária, o manejo de veículos da fazenda e manejo de laticínios são outros três setores que mostram altas taxas de adoção de métodos da agricultura inteligente.

Nota: O algodão, a soja e o milho são algumas culturas importantes que estão sendo cultivadas sob o domínio da agricultura inteligente nos Estados Unidos. Com maior uso da tecnologia e melhorias resultantes da produtividade / oferta – espera-se que os preços permaneçam sob controle em longo prazo.

Barreiras para o crescimento

Com todas as vantagens, a agricultura inteligente ainda está em um estágio incipiente. Um recente relatório Trimble (empresa de tecnologias GPS, laser, ópticas e inerciais com software aplicativo e comunicações sem fio) mostrou que os serviços de dados básicos são usados em apenas 1 em cada 4 fazendas no mundo. Nos EUA, menos de 40% da área de milho empregam técnicas de agricultura de precisão. O fator de custo continua a ser uma barreira importante (a configuração da infraestrutura necessária requer um investimento inicial significativo por parte dos proprietários de fazendas). As incertezas gerais sobre a segurança dos dados em particular, e o impacto da política e dos elementos climáticos na agricultura em geral, também são pontos importantes de preocupação. Cobertura da rede de banda larga e wifi nas áreas de fazenda rural, está longe de ser uniformemente forte, enquanto ainda há espaço para soluções de software mais especializados. Confusões sobre padrões de sensores, propriedade de dados e padrões de comunicação celular também levam muitas fazendas a permanecer longe de iniciar práticas agrícolas inteligentes.

Instalações de dispositivos IoT em fazendas também sofrem com o problema da fragmentação. O bom é que a familiaridade com as ferramentas de IT e as melhores práticas estão crescendo, e ao longo do tempo, a maioria desses problemas deverão ser contornados.

Oportunidades crescentes

O alcance da IoT está se expandindo rapidamente, e os proprietários da fazenda têm a responsabilidade de entender, acessar e implementar essa “inteligência” nas práticas agrícolas diárias (por exemplo, tratores ou sistemas de irrigação). A parceria entre a Dacom e a Orange Business Services mostrou que existem oportunidades consideráveis para os principais operadores de redes móveis colaborarem com os fabricantes de equipamentos agrícolas. Da mesma forma, os proprietários da plataforma M2M podem entrar em negócios mutuamente benéficos com os fabricantes de dispositivos sensores (dada a importância dos SIMs incorporados em sensores que seriam usados em áreas rurais). Tanto os segmentos de hardware e software do mercado devem tornar-se mais refinados no futuro próximo. Tudo isso contribuirá para que no final se tenha uma maior produtividade, sustentabilidade, confiabilidade e agricultura otimizada.

No início deste ano, foi lançado o “Internet of Food and Farm 2020” (IoF2020) para acelerar a implementação dos padrões e práticas de IoT na agricultura e impulsionar a adoção geral da agricultura inteligente na Europa. O projeto de quatro anos (2017-2020) tem usuários dos setores de agricultura, produção de carne, vegetais, frutas e produtos lácteos.

O uso da tecnologia na agricultura não é algo completamente novo. Os primeiros tratores de gás e fertilizantes químicos foram utilizados no século 19, e os satélites foram utilizados para a agricultura a partir da metade posterior do século XX. Os sensores GPS foram incluídos em tratores por John Deere em 2001. A tecnologia percorreu um longo caminho desde então, as ferramentas e serviços habilitados para a web estão se tornando cada vez mais comuns e o interesse no IoT está em um nível histórico. Com os métodos agrícolas tradicionais que provavelmente atenderá mal às crescentes demandas de alimentos, os agricultores estão cada vez mais voltando para a agricultura inteligente. Este é um domínio que provavelmente aumentará ainda mais no futuro.

Referências:

http://teks.co.in/site/blog/smart-agriculture-13-trends-to-watch-out-for/

Hussain Fakhruddin is the founder/CEO of Teknowledge mobile apps company. He heads a large team of app developers, and has overseen the creation of nearly 600 applications. Apart from app development, his interests include reading, traveling and online blogging.

 

 

Deixe uma resposta